quarta-feira, janeiro 25, 2012

já começa ser um clássico

ela: uma improvável mistura de beleza, inteligência e liberdade; o namorado: um tótó desarticulado, autoritário e de horizontes curtos.

Sem comentários: