quinta-feira, março 05, 2009

pastéis de nata

Já sei que o pastel de nata não me dá prazer mas continuo a pedi-lo com a bica. 'Um minuto na boca uma eternidade nas ancas’, penso nesta grande verdade que um amigo do Porto me disse, sempre que como pasteis de nata.
Quantos quilos de bolos e farinheiras, carnes suculentas, já terei ingerido?
Os erros têm de repetir-se eternamente senão parece que perdem a sua condição: que nos atrai sempre.
(mas o erro nada tem a ver com as carnes ou os pasteis de nata, pois eu, em termos mentais, estou abaixo da linha do Equador e lá nós não conhecemos o pecado)

3 comentários:

Dalaiama disse...

Ainda bem que há pasteis de nata...
Ainda bem que as mulheres têm ancas...
:)

Anónimo disse...

olá Marta,
vim "ler-te" via f.book.
sabias que os pasteis de nata são dos bolos que podes pedir na nossa pastelaria os que menos engordam? bem menos que um queque ou um bolo de arroz...;) eheh.

ps. escreves muito bem, parabens.
até um destes dias,
Joana F.

re san disse...

Cai sem saber no teu site.
Bonitos textos.
Parabéns.
Gostei da citação do teu amigo.
Abençoados os pasteleiros que confeccionam deliciosos bolos.
Convido-te a visitar o meu foto-diário:
http://icingonthecakesupercalifragilisticexp.blogspot.com/
renata