sábado, fevereiro 21, 2009

pitas

A miúda tinha uma voz entre os gritos rebeldes mas folk da janis joplin e o atrevimento adolescente da bjork. Usava ganchinhos no cabelo, o que lhe dava um ar de eterna menina e era difícil imaginá-la na cama com esse ar de cordeirinho, se bem que conhecida por defender ideias radicais e com ousadia criativa.
Gosto dela por falarmos de coisas improváveis, o nível de abstracção da realidade ser elevado, surpreendendo com novas referências e estórias de outras paisagens e paradigmas de pensamento.

Sem comentários: