sexta-feira, março 28, 2008

das misérias dos ambientes subversivos

Denunciados a inoperância, paradoxo e implosão mental, que mecanismos podemos ter de contágio, de vontade colectiva, de construção plural, sem ser pelo nicho da subcultura ou pela mistura dos corpos?

2 comentários:

allan sekula disse...

dear marta
de facto há poucas pessoas a pôr perguntas nos espaços virtuais cá do burgo. partindo do princípio que a tua questão é mais reflexiva do que retórica responderia que entre as ruínas e o esquecimento poderíamos começar por fazer sorrir uma pessoa desconhecida por dia (conscientes que pode ser a primeira e última vez que nos cruzamos)

Guilherme Franco disse...

política - não?