sábado, dezembro 15, 2007

da noite

- Eu sou da velha-guarda, do tempo da puta da confusão do Gingão. dizia com orgulho o rapaz de barbas e casaco coçado que há muitos anos caiu no buraco das noites e nunca mais de lá saiu.

1 comentário:

MeninoRabinoPintaParedes disse...

Tenho o vinil, uma pérola...carraspana ao poder...