quarta-feira, janeiro 28, 2009

recomeços

Voltar a um sítio onde se foi muitas vezes, ouvir uma música que se ouviu até à exaustão, ler um texto no qual se trabalhou horas, esgota, não há senão náusea e esvaziamento da anterior capacidade de comunicar. Não me esqueço da excitação da sensação de recomeçar a vida. Aquela ilha era o cenário ou mesmo a matéria da transformação?

Sem comentários: